Adobe cria programa de inteligência artificial que identifica rostos "photoshopados".

Adobe cria programa de inteligência artificial que identifica rostos "photoshopados".

A Adobe, desenvolvedora do programa de edição de fotos mais popular do mundo - Photoshop - revelou uma nova ferramenta de inteligência artificial que detecta imagens manipuladas. A pesquisa, em parceria com cientistas da Universidade UC Berkeley e Darpa, foca em edições feitas no Photoshop, especialmente na ferramenta "face aware liquify", que pode alterar, sutilmente, partes do rosto de uma pessoa, por exemplo. A ferramenta também tem a capacidade de detectar outras manipulações. Com testes entre imagens manipuladas e outras sem nenhuma alteração, a ferramenta obteve uma taxa de acerto de 99%. Em comparação, a taxa de acerto de uma pessoa é de 53%. A ferramenta mostra que a Adobe está tomando iniciativas contra a propagação de imagens enganosas. Segundo o The Verge, a companhia não tem a intenção de distribuir a ferramenta ao público. Adobe blog Futurism

NASA lança vídeo em 4K da Lua

NASA lança vídeo em 4K da Lua

A NASA compilou fotos da sonda espacial que orbita a lua - Lunar Reconnaissance Orbiter spacecraft - e disponibilizou um vídeo em 4K, onde os amantes da teoria da conspiração de que o homem não pisou na Lua podem tentar encontrar o local do pouso dos astronautas que por lá estiveram no passado. Prova da nossa visita à Lua Spoiler Os rastros da nossa visita à Lua podem ser vistos aos 3:47 minutos do vídeo. Talvez o vídeo também seja um tapa de luva na cara dos amantes da Terra plana. O vídeo não é novo, mas pra quem nunca o assistiu, vale a pena apreciar a beleza do nosso lindo satélite natural.

Para auxiliar crianças no desenvolvimento da leitura, Google lança aplicativo em 180 países

Para auxiliar crianças no desenvolvimento da leitura, Google lança aplicativo em 180 países

Read along - leia junto, em tradução direta - é um aplicativo do Google que promete auxiliar crianças no aperfeiçoamento da habilidade de leitura. O aplicativo usa a tecnologia de reconhecimento de fala do Google para auxiliar no desenvolvimento das habilidades de alfabetização de crianças e está disponível em 9 idiomas, incluindo o português. Como funciona? Enquanto as crianças leem em voz alta, um assistente chamado Diya detecta se o usuário está com dificuldades ou não e dá um feedback positivo e encorajador. O usuário também pode tocar a qualquer momento no assistente para auxílio. Os pais podem criar perfis para vários tipos de leitores, que podem tocar em suas fotos de perfil para aprender no próprio ritmo e acompanhar o progresso individualmente. O Read Along personalizará a experiência recomendando o nível de dificuldade certo das historinhas e jogos com base no desempenho e nível de leitura. Segurança e privacidade O Google diz que os dados de voz capturados pelo Read Along são analisados no dispositivo e não são enviados aos servidores do Google. O aplicativo também funcionará totalmente offline, mas é necessário conectar-se ao Wi-Fi caso deseja fazer o download de novas histórias para a criança estudar. O Read Along também não exige login e não possui anúncios ou compras no aplicativo, de acordo com o Google. Você pode baixar o aplicativo visitando a PlayStore clicando na foto abaixo. É sempre recomendado ler a política de privacidade antes de usar aplicativos, especialmente quando são direcionados à crianças.

Homem que inventou a função de copiar, recortar e colar morre aos 74 anos

Homem que inventou a função de copiar, recortar e colar morre aos 74 anos

Atualmente usamos computadores da forma mais banal e mal paramos pra pensar em quem inventou tais funções, comandos etc. Com exceção do Facebook, que todo mundo sabe quem criou, duvido muito que você já parou pra pensar nesses grandes cientistas, que por necessidade ou pura curiosidade, acabaram mudando a maneira que lidamos e interagimos com o mundo. O apanhado de funções que há hoje em dia nos computadores não foram inventadas de uma só vez e não ficaram prontas instantaneamente, houve mentes brilhantes que trabalharam duro para tornar, inconscientemente, a vida de toda a humanidade muito mais prática e confortável. Agradeçamos a eles! Copiar, recortar e colar Larry Tesler, o criador de uma função rotineira na vida de todos nós, infelizmente não está mais entre nós, ele faleceu na segunda-feira, 17 de fevereiro. Larry Tesler foi pesquisador da Xerox e inventou os comandos copiar, recortar e colar, ele deixou a Xerox para trabalhar para a Apple em 1980, depois de ter sido recrutado por seu falecido co-fundador, Steve Jobs. E o comando revolucionário foi usado pela Apple pela primeira vez em 1983, e no Macintosh original, lançado em 1984. Foto: Yahoo! Blog from Sunnyvale, California, USA / CC BY Dailymail

1 2 3 >