Os oceanos estão aquecendo à taxa de cinco bombas de Hiroshima por Se-Gun-Do!

É o equivalente ao calor de cinco bombas de Hiroshima por segundo, dia e noite, 24 horas por dia, 7 dias por semana, 4 semanas por mês, 365 dias por ano.

Estudo

Depois de analisar dados dos anos 1950 a 2019, uma equipe internacional de cientistas determinou que a temperatura média dos oceanos do mundo em 2019 foi de 0,075 graus Celsius acima da média de 1981 a 2010.

O estudo científico foi publicado na revista Advances in Atmospheric Sciences.

Pode não parecer uma quantidade significativa de calor, mas, dado ao grande volume dos oceanos, um aumento, mesmo pequeno, exigiria um fluxo impressionante de calor - o equivalente a 228 sextilhões de Joules.

É um número difícil de contextualizar, então, um dos cientistas por trás do estudo fez as contas para colocá-lo em uma perspectiva explosiva, comparando-o à quantidade de energia liberada pela bomba atômica que as forças armadas dos Estados Unidos lançou sobre Hiroshima, no Japão, em 1945.

"A bomba atômica de Hiroshima explodiu com uma energia de cerca de 63.000.000.000.000 Joules", disse o autor Lijing Cheng, da Academia Chinesa de Ciências, em um comunicado à imprensa. "A quantidade de calor que colocamos nos oceanos do mundo nos últimos 25 anos é equivalente a 3,6 bilhões de explosões de bombas atômicas de Hiroshima."

É equivalente à média de energia de quatro bombas de Hiroshima entrando nos oceanos a cada segundo nos últimos 25 anos. Mas, ainda mais preocupante, a taxa não está se mantendo estável nesse ritmo alarmante - ela está aumentando.

Em 2019, o aquecimento dos oceanos era mais ou menos "cerca de cinco bombas atômicas de Hiroshima, a cada segundo, dia e noite, 365 dias por ano", disse o vice John Abraham, da Universidade de St. Thomas, em Minnesota, autor do estudo.

Caso a comparação com as bombas atômicas ainda seja muito vaga, a taxa de aquecimento oceânico de 2019 é equivalente a todas as pessoas da Terra apontando, continuamente, 100 secadores de cabelo para os oceanos, disse Abraham ao Vice.

"O termo menos técnico é: uma tonelada de energia", disse ele - e já está causando um enorme impacto no meio ambiente.

Aquecimento global dos oceanos

Oceanos

Os oceanos absorvem 90% de todo o calor que os humanos estão adicionando à atmosfera, tornando o aquecimento dos oceanos uma maneira mais precisa do que a temperatura do ar para medir o quão quente o mundo está ficando. A temperatura do ar oscila, e pode estar quente em um ano e mais fria no seguinte, mas como a água é mais densa do que o ar, e leva mais tempo para aquecer e esfriar. Ela fornece uma medida mais estável de quanto a Terra está aquecendo.

Gelo

O gelo está derretendo mais rapidamente, causando o aumento do nível do mar. Golfinhos e outras espécies marinhas estão morrendo porque não conseguem se adaptar rapidamente. Mesmo o aumento da quantidade de água que evapora na atmosfera devido ao calor, está afetando negativamente o nosso planeta.

"Torna furacões e tufões mais poderosos, além de tornar as chuvas mais intensas", disse Abraham ao Vice. "é como se nosso clima estivesse usando esteróides".

E lembre-se, a taxa está aumentando - o que significa que, a cada momento que adiarmos para tomar uma atitude para diminuir ou reverter o aquecimento, a situação só vai piorar.

 

Fonte: Vice, Futurism, Advances in Atmospheric Sciences

⇐ VOLTAR