Os fótons formados no interior do Sol levam cem mil anos para chegar à Terra

Os fótons de luz que o atingem agora, formaram-se no interior do Sol há cerca de 100.000 anos.

A luz não viaja em linha reta, há camadas quentes e profundas no Sol e os fótons só chegam à Terra após uma longa "caminhada".

 

 

Eles saltam dentro do Sol, perdendo energia o tempo todo, até finalmente escapar, e leva cerca de 8 minutos aterrissar em sua testa.

A densidade no interior do sol é tão alta que o fóton tem dificuldade de mover e colide-se com outras partículas, como átomos e hidrogênio hélio ionizado.O fóton é absorvido pelos átomos e reemitido imediatamente, para frente e para trás, e se repete milhões de vezes.

 

 

Na medida em que sobe à superfície do Sol, a densidade da matéria diminui, há menos colisões e interações, então o avanço é muito menos complicado. Quando está há mais de 200 mil km da superfície, o fóton entra na zona convectiva e o ritmo se acelera, o fóton então é empurrado para fora, auxiliado pelo borbulhamento do material. Finalmente, preso por enormes colunas de gás, demora mais ou menoss dez dias para chegar à superfície do Sol.

O fóton está finalmente emergindo do gás da atmosfera solar. Depois, são necessários apenas 8 minutos para atravessar os 150 milhões de quilômetros que o separa da Terra.

 

astroono.com

⇐ VOLTAR