O aquecimento global será dramático até mesmo para tardígrados

Tardigrados são considerados uns dos animais mais resistentes existentes, eles são conhecidos pela alta tolerância às condições extremas.

O aquecimento global está causando uma variedade de mudanças negativas em muitos habitats do Planeta, por isso é tão importante estudar os impactos dessas mudanças na saúde e o bem-estar dos animais.

Um grupo de cientistas do Departamento de Biologia da Universidade de Copenhagen descobriu que os tardígrados são extremamente vulneráveis às altas temperaturas a longo prazo. Esses animais minúsculos são conhecidos exatamente pela extrema resistência a ambientes extremos.

Pesquisa

Ricardo Neves, Nadja Møbjerg e colegas, investigaram a tolerância às altas temperaturas da Ramazzottius varieornatus, uma espécie de tardígrado frequentemente encontrada em habitats de água doce temporários.

Os autores do estudo observaram que a temperatura estimada para a mortalidade de 50% (dos tardígrados) é de 82,7 °C (graus celcius) após exposições de 1 hora, embora tenha sido registrada uma diminuição significativa para 63,1 °C após exposições de 24 horas.

Espécie

Aproximadamente 1300 espécies de tardígrados já foram descobertas até agora. Com corpo minúsculo em formato de barril e dividido entre cabeça, tronco e quatro pares de pernas, o comprimento varia entre 50micrômetros e 1.2milímetros. Esses animais minúsculos são muito interessantes, eles também possuem uma evolução próxima dos artrópodes (insetos, crustáceos, aranhas).

Fonte: bio.ku.dk, nature.com

⇐ VOLTAR