Foto de átomo leva o prêmio de competição de melhor fotografia científica

Uma imagem de um único átomo de estrôncio com carga positiva, mantido imóvel por campos elétricos, ganhou o prêmio geral de um concurso nacional de fotografia científica, organizado pelo Engineering and Physical Sciences Research Council (EPSRC).

Quando iluminado por um laser de cor azul-violeta específica, o átomo absorve e reemite partículas de luz rápido o suficiente para uma câmera comum capturá-lo em uma fotografia de longa exposição. A foto vencedora foi tirada através da janela da câmara a vácuo que abriga a armadilha de íons.



'Single Atom in Ion Trap', de David Nadlinger, da Universidade de Oxford, mostra o átomo retido pelos campos que emanam dos eletrodos de metal ao seu redor. A distância entre as pequenas pontas das agulhas é de cerca de dois milímetros.

foto do átomo

David Nadlinger - University of Oxford

Os íons atômicos resfriados a laser fornecem uma plataforma primitiva para explorar e aproveitar as propriedades exclusivas da física quântica. Eles podem funcionar como relógios e sensores extremamente precisos ou como blocos de construção para futuros computadores quânticos, e poderiam resolver problemas enfrentados pelos maiores supercomputadores da atualidade.

David Nadlinger explicou como surgiu a ideia da fotografia: “A ideia de poder ver um único átomo a olho nu me pareceu uma ponte maravilhosamente direta e visceral entre o minúsculo mundo quântico e nossa realidade macroscópica. Um cálculo no verso do envelope mostrava que os números estavam do meu lado e, quando saí para o laboratório com câmeras e tripés em uma tranquila tarde de domingo, fui recompensado com essa foto em particular, de um pequeno ponto azul pálido."

A imagem ficou em primeiro lugar na categoria Equipamentos e Instalações, além de ganhar em geral contra muitas outras fotos impressionantes em outras categorias.



Fonte: epsrc

 

⇐ VOLTAR