Astrônomos identificaram outro aspecto importante que pode suportar vida em planetas

Cachinhos Dourados é o nome dado zona habitável ao redor de uma estrela, onde água líquida pode estar presente na superfície de um planeta.

A região habitável ao redor de uma estrela se refere à uma metáfora, alusão e antonomásia do conto de fadas infantil "Cachinhos Dourados e os Três Ursos", em que uma menina escolhe entre conjuntos de três itens, ignorando os que são muito extremos ( grande ou pequeno, quente ou frio, etc.), e estabelecendo-se no do meio, que é "na medida certa".

Essse critério é importante para avaliar a habitabilidade de um planeta, mas não é o único que pode nos ajudar a avaliar a existência de vida em um planeta; de acordo com uma nova pesquisa baseada através de  décadas de dados coletados, também existem estrelas Goldilocks.

As estrelas não sao iguais, algumas são extremamente quentes e brilhantes. Algumas tem uma temperatura bastante baixa, como anãs do tipo M vermelhas, este tipo de estrela poderia ter uma boa temperatura, mas a zona Cachinhos Dourados ficaria muito perto da estrela, e as anãs vermelhas tendem a ser turbulentas, lançando chamas violentas pro espaço.

Nosso Sol está situado entre esses dois extremos, o que é conhecido como anã amarela - uma estrela do tipo G da sequência principal . Mas, embora saibamos que a vida surgiu no Sistema Solar (afinal, estamos vivendo nele), nem mesmo o Sol é uma estrela Cachinhos Dourados.

De acordo com astrônomos da Universidade Villanova, as melhores estrelas para a vida, segundo o diagrama de Hertzsprung-Russell, são estrelas do tipo K, que são estrelas alaranjadas, um pouco mais frias que o Sol e um pouco mais quentes que uma anã vermelha.

estrela

As estrelas K-anãs estão no 'ponto ideal', com propriedades intermediárias entre as estrelas do tipo solar mais raras, mais luminosas, mas de vida mais curta (estrelas G) e as estrelas anãs vermelhas mais numerosas (estrelas M) ", explicou o astrônomo Villanova e o astrofísico Edward Guinan.

fonte

⇐ VOLTAR